Dia Internacional da Felicidade: nove dicas para se conhecer e se respeitar todos os dias

Fonte: Estadão.

https://www.facebook.com/estadao/posts/1862511113763942
Adaptar seu propósito de vida ao trabalho e reconhecer que as mudanças não acontecem imediatamente são fundamentais para uma vida leve.

Se você trabalha a semana inteira pensando em ser feliz só quando o final da semana chegar, aproveite o dia 20 de março, Dia Internacional da Felicidade, para repensar o jeito que vive sua vida. Embora seja natural a associação que se faz entre sucesso profissional e realização pessoal e familiar, o conceito de felicidade pode e deve ser mais amplo.

Confira o artigo neste link.

A ilusão da liberdade

A ilusão da liberdadeVivemos a ilusão da liberdade.

Somos capazes de aceitar toda uma imposição de padrões trazidas de sei lá quem, vindas de sei lá onde e nos tornamos incapazes de aceitar quem realmente somos.

Estamos presos a uma realidade imposta. A sentimentos superficiais. Construímos relações superficiais.

Somos filhos que constroem um mundo privado em nossos quartos e nossos amigos mais especiais são pessoas que nunca vimos pessoalmente. Somos pais tão dedicados a dar uma vida confortável aos nossos filhos que nos distanciamos deles e quando crescem e vão viver suas “próprias” vidas, sofremos pelo que deixamos de viver juntos.
Vivemos a ilusão do amor.

E ao amar, moldamos o ser amado às nossas necessidades. E construímos muros que nos mantém seguros contra qualquer manifestação de amor vinda de algum lugar que não seja do ser perfeito que criamos. Não sabemos somar. Não queremos perder o controle sobre o outro, ainda que tenhamos pouco controle sobre nossas próprias escolhas.

Assim seguimos satisfeitos em nossa liberdade restritiva.

Taty Nascimento
Empresária, idealizadora do canal Vida com Método
e Especialista em Desenvolvimento Pessoal