Laços de amizade

“A vida é curta. Curta a vida!”
DeRose

Quando nos permitimos ter proximidade com outras pessoas, damos um passo muito importante na direção de estabelecer uma nova amizade ou aprofundar uma relação já existente.

Os laços de amizade, ligações de boas relações humanas entre duas ou mais pessoas, têm como base o convívio, fazer atividades juntos e simplesmente desfrutar a companhia dos demais. Ter amigos também é fazer parte de um grupo, de uma “tribo”.

A sociedade é estratificada por meio de aspectos comportamentais, expressos, geralmente, pela forma de vida ou padrões específicos de conduta, alimentação, ambientes frequentados etc.

É preciso estar consciente de que a forma pela qual um grupo de pessoas vivencia o mundo e, em consequência, comporta-se e faz escolhas, transforma tudo ao redor. Fazer parte de um corpo social também é permitir que este influencie nossas decisões.

“Diga-me com quem andas e te direi quem és.”
Ditado popular

Verdade seja dita: a nossa mente, sozinha, não inventa quase nada, apenas recombina alguns elementos da cultura. Tudo o que sabemos, todo o conhecimento que detemos foi-nos ensinado pelo exemplo de outros. A intensidade com a qual convivemos com determinados grupos acaba por moldar nossa personalidade e nosso conhecimento.

Por isso, devemos buscar aproximar-nos de pessoas que agreguem valor à nossa existência e desenvolvimento pessoal. Nós nos encontramos na vida por acaso, mas investir tempo numa relação é uma escolha que fazemos.

A alegria sincera de viver só existe quando é compartilhada. Portanto, a amizade é o elo de ligação entre fatos vivenciados e a felicidade deles decorrentes; é o elemento que dá sabor à vida.

Antonio Prates
Empresário, idealizador do Projeto Vida Com Método e diretor da Escola Itu do Método DeRose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =